Make your own free website on Tripod.com
Agonizando
"O que, antigamente, foi fonte de júbilo e de lamento deve agora tornar-se fonte de reconhecimento".

[Jacob Burckhardt]

Agonías sofre em Brasília-DF
agonias_feitosa@hehe.com

Evandro sofre em São Paulo-SP
vates@uol.com.br






Powered by Blogger

Domingo, Fevereiro 29, 2004

<Evandro> 









O jornalismo brasileiro é um repositório de supostas novidades. As dessa semana que passou foram, basicamente, que o PT é corrupto e que o PIB do Brasil está indo para o buraco por causa do PT e do Estado. Ha... ha... ha.

Enquanto isso eu continuo lendo blogs e livros e vendo o Diogo Mainardi gaguejar no Manhattan, observado com desdém por aquele playboy economicista pseudo-perspicaz-mas-otimista-como-uma-porta.

Ah, e ontem comi um bife de chorizo com a Sue e a minha mulher em um restaurante argentino. E depois nos encontramos com os Ulanin, a Sue e a Stella. Comemos deliciosas massas na casa desta última e ficamos conversando até as 4 horas da madrugada, com o Tupy (seu fofíssimo dálmata de dois meses) esparramado no sofá. Conversamos sobre coisas inteligentíssimas a noite toda. Tanto que, no final, chegamos a uma conclusão brilhante: já era tarde e precisávamos dormir.

Só faltou você, Imperador da Svolonésia!
</Evandro> <!--6:30 PM-->

Sexta-feira, Fevereiro 20, 2004

<Evandro> 

Por hora não estou mais conseguindo falar de coisas mundanas (atendem também pelo nome de "coisas sérias"). Sinto dizer, lamento informar, I regret to say it, mas não consigo mais. Isto é temporário, quero crer ou não. Apenas temporariamente estou incapacitado de olhar para metalúrgicos verborrágicos e ex-guerrilheiros pseudo-tudo-que-pareça-bom e sentir vontade de dizer alguma coisa além disso.

Então, não me levem a mal se eu postar mais do que aqui. É que ultimamente eu só tenho tido vontade de falar besteiras (atendem também pelo nome de "divagações abstratas").

Eu sei, eu sei. Quem foge da política toma ferro dos políticos. Entretanto, como quem não foge da política também toma o referido ferro, então preferi me agarrar à suposta ("assim é se lhe parece", ou não) fuga, que ao menos é um sentimento mais legítimo para mim no momento. Não devemos ver a fuga como algo tão negativo. Afinal, as fugas de Bach são tão bonitas...
</Evandro> <!--6:30 PM-->

Sábado, Fevereiro 14, 2004

<Evandro> 

Se você pensar demais, acaba não postando. Se pensar de menos, você não posta, você bosta.

Será que o segredo de blogar é pensar mais ou menos?

Será que o verbo blog(g)ar é com dois gês?
</Evandro> <!--11:59 AM-->

Sexta-feira, Fevereiro 13, 2004

<Evandro> 

Então fica aqui a dica da Sue. Para acessar esses sites chatos que não querem carregar: digite o endereço e /#

Assim, ó: http://www.outonos.com/#

Assim, ó: http://www.evandroferreira.outonos.com/#

E: http://www.oindividuo.com/#

É isso. Beijos!
</Evandro> <!--7:30 AM-->

Quarta-feira, Fevereiro 11, 2004

<Evandro> 

A Internet brasileira, assim como tudo o mais neste país, não funciona direito. Então, acontece o seguinte. Tem gente que não consegue acessar meu blog novo (www.evandroferreira.outonos.com) e nem o Outonos, e nem o Indivíduo (www.oindividuo.com/blog/). Então vou deixar aqui os endereços de alguns proxies, sites onde você vai e digita o endereço que quer visitar. Eles são serviços pagos, então para usar de graça há restrições. São os seguintes:

http://www.anonymizer.com
http://proxy.guardster.com
http://www.the-cloak.com

É isso. No mais, espero que os roteadores da Embratel explodam todos! No mesmo dia, de preferência!
</Evandro> <!--9:51 PM-->

<Evandro> 

Eu tiro o chapéu pra qualquer blog que cite os Nambiquara do Mainardi!
</Evandro> <!--3:46 PM-->

<Evandro> 

"O discurso do Estado mínimo está obsoleto — diz o subchefe de Coordenação de Ação Governamental, Luiz Alberto Santos."

Li isso no Globo, por indicação do Claudio (Se.liga.com.BR).

Lembrei-me da minha faculdade. Os professores lá tinham uma habilidade discreta e inconsciente de transmitir claramente aos alunos quais discursos estão supostamente obsoletos e quais não estão. Digo discreta e inconsciente porque nunca diziam diretamente que um discurso estava obsoleto e porque não eram assim tão espertos e instruídos a ponto de fazer uso dessa estratégia de forma consciente. É tudo, digamos, natural. A coisa flui naturalmente. Os livros "obsoletos" vão ficando naturalmente esquecidos na biblioteca, os autores "obsoletos" vão sendo naturalmente esquecidos pelas revistas intelectuais e pelas teses e monografias. E, pra fechar com chave de ouro, lá pelo fim do curso, apresentam-se os autores pós-modernos e "sociais", que dizem, respectivamente, que a modernidade acabou e que é preciso buscar uma alternativa ao "pensamento único".

Notaram a relação? Dá pra ver como tudo começa na educação e termina na política, não dá?
</Evandro> <!--8:52 AM-->

<Evandro> 

Este estava faltando!
</Evandro> <!--8:38 AM-->

Terça-feira, Fevereiro 10, 2004

<Evandro> 

Que espécie de regra é essa que proíbe o uso de adjetivos e advérbios em literatura? Alguém aí pode me explicar?
</Evandro> <!--3:14 PM-->

Sábado, Fevereiro 07, 2004

<Evandro> 




Outonos está de volta! Ah, e tem uma surpresinha também! Não deixem de me visitar nas minhas duas outras casas!
</Evandro> <!--3:14 PM-->

Sexta-feira, Fevereiro 06, 2004

<Evandro> 

Minha lista de links está finalmente atualizada! Levei umas duas horas pra procurar todos os endereços e escrever tudo, mas consegui! Ainda assim, deve ter ficado muita gente querida de fora. Peço desculpas e peço que protestem, por favor!
</Evandro> <!--3:05 PM-->

<Evandro> 

Achei isso num blog que não lia há muito tempo, e fiquei maravilhado! Obviamente que eu não me sinto incluído entre os autores mencionados. Nem eu e nem mais ninguém. Segundo minha própria opinião, eu sou muito bom autor e jamais faço concessões. Não é assim que é?! Senão, vejamos:

Muitos dos assim chamados "bons autores" de blogs, seja lá o que for isso, deveriam pensar no que segue.
Num determinado instante privilegiado, um autor se encontra em uma situação da qual não pode se esquivar e cuja saída determinará aquilo que ele é. Em um dado momento, o estilo ganha uma força quase independente do conteúdo. Hipostasiada, a bela aparência de sua escrita chega a se tornar uma rival de seu talento. O estilo, agora já tornado um mero maneirismo, é então uma fórmula de agrado ao público.
Que ele se cale, pois, até possuir algo que mereça ser escrito. Ou, o que infelizmente é mais comum, o autor se torna um macaco que, tendo aprendido a conquistar aplausos com um certo repertório de números, transforma-se em mera diversão para os outros, fornecedor do que já se espera encontrar ali, e chega a se esquecer de que a simpatia e a gargalhada do público não fazem com que ele próprio deixe de ser uma besta circense.
</Evandro> <!--1:26 PM-->

Segunda-feira, Fevereiro 02, 2004

<Evandro> 







A Stella me perguntou qual seria exatamente o sentido do meu conceito de agonia. Em outras palavras, o que significa agonizar? Então postei a foto de um amigo meu, agonizando. Uma imagem vale mais que mil palavras!
</Evandro> <!--9:05 PM-->

Domingo, Fevereiro 01, 2004

<Evandro> 

O cinema brasileiro é uma porcaria. Por exemplo: os atores trabalham tão mal, que a gente acaba acostumando, achando que é teatro ou circo. Só que o teatro que nós temos como referência é o brasileiro (ou seja, uma porcaria também) e o circo, bem, digamos que não é o "Du Soleil"!
</Evandro> <!--10:45 AM-->

/archives

  08/01/2002 - 08/31/2002   09/01/2002 - 09/30/2002   10/01/2002 - 10/31/2002   11/01/2002 - 11/30/2002   12/01/2002 - 12/31/2002   01/01/2003 - 01/31/2003   02/01/2003 - 02/28/2003   03/01/2003 - 03/31/2003   04/01/2003 - 04/30/2003   05/01/2003 - 05/31/2003   06/01/2003 - 06/30/2003   07/01/2003 - 07/31/2003   09/01/2003 - 09/30/2003   10/01/2003 - 10/31/2003   11/01/2003 - 11/30/2003   12/01/2003 - 12/31/2003   01/01/2004 - 01/31/2004   02/01/2004 - 02/29/2004   03/01/2004 - 03/31/2004   04/01/2004 - 04/30/2004   06/01/2004 - 06/30/2004   07/01/2004 - 07/31/2004   08/01/2004 - 08/31/2004   09/01/2004 - 09/30/2004   10/01/2004 - 10/31/2004   12/01/2004 - 12/31/2004   02/01/2005 - 02/28/2005   03/01/2005 - 03/31/2005   05/01/2006 - 05/31/2006